quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

Feliz Natal com Gêmeos e Muito Mais

Natal é tempo...
de dar um toque na vida com as cores da esperança, da fé, da paz e do amor.

Também é tempo de preparar, em nosso coração e em nosso lar,
um espaço para acolher os presentes e as surpresas que a vida nos proporciona.

É tempo abençoado de dar mais atenção à criança que mora em cada um de nós, para que assim possamos cuidar bem de nossos filhos.

Natal é tempo... de olhar para o mundo, alimentar a chama do amor e apreciar o milagre da vida.

É tempo de, amorosamente, recompor a vida, perdoar e abraçar, para perceber e realizar o bem que estiver ao nosso alcance


O Gêmeos e Muito Mais deseja a todos um dia lindo de Natal,
Que seus gêmeos possam inspirá-los ( assim como me inspiraram) a reconstruir a vida de uma maneira melhor...

Beijos duplicados com muito amor!

domingo, 15 de dezembro de 2013

Você acha que ter gêmeos é um trabalhão?

Ontem resolvi ir ao shopping com minhas filhas.
Já fazia algum tempo que não saia assim sozinha com elas. Fomos rápidinho, somente comprar um presente de natal mas mesmo meus passos rápidos pelos corredores do shopping não impediram que muitas pessoas nos parassem para ver as meninas e, claro, para fazer as perguntinhas triviais ...aquelas que pais de gêmeos sempre ouvem:

São gêmeas?
Nossa, que trabalhão!

É, tudo depende do ponto de vista...
Sim,ser mãe é trabalhoso, o post anterior falei sobre isso...
Mas será que estas pessoas sabem mesmo o que trabalhão?

Pesquisando na internet fotos de gêmeos encontrei essa linda foto.


Mãe Queniana, com seus dois filhos gêmeos na luta pela sobrevivência, contra a fome.

Deixo a foto falar por si, como reflexão para quem considera que ter gêmeos é um trabalhão.


Os bebes gêmeos, mostrados na foto, são uma das muitas crianças que foram encontrados por estar sofrendo de fome. Parcerias Globais de Saúde (BPA) tem vindo a fornecer alimentos nutritivos terapêutico fortificada com resultados muito bons. No Quênia, cerca de 1 em cada 10 crianças morrem antes de completar 5 anos de idade, e mais da metade dessas mortes infantis são de fome (desnutrição). O projeto GHP Quênia é baseada na vila de Kisesini no leste do Quênia. Um grupo de agentes comunitários de saúde de voluntariado nas aldeias vizinhas isoladas ajuda GHP encontrar as famílias mais pobres com as crianças mais afetadas, e garantir que eles recebem tratamento e acompanhamento (monitoramento de crescimento). Até agora GHP tratou 160 crianças que sofrem não só de fome, mas a fome real (desnutrição aguda).
Fonte: http://www.globalgiving.org/projects/feed-hungry-children-in-kenya/updates/?subid=7487

sábado, 14 de dezembro de 2013

Sair da rotina é legal!


Sair da rotina de vez em quando é muito bom... Até para os bebês.
Quem não curte uma paisagem nova, um sabor diferente, um clima diferente, uma nova aventura, uma segunda com cara de sábado ou um bolo de chocolate numa tarde de quarta feira?
Se saímos da rotina é porque esta existe, e é fundamental em nossas vidas.
Chega dezembro e todos nos saímos da rotina, da dieta, da linha...


Ontem minhas filhas saíram completamente da rotina, almoçaram macarrão com carne moída, comeram papinhas de frutas industrializadas a tarde, e jantaram um belo churrasco catarinense....ooo delícia! Além de irem dormir a meia noite, só depois que entramos no carro.
Com certeza foi o dia mais bagunçado, mais desleixado, e também um dos mais gostosos.... Fomos a feira comprar frutas, passeamos pelo centro da cidade a procura de presentes de natal, paramos num parquinho para elas brincarem, fomos a loja de brinquedos, dormimos todos uma soneca a tarde e terminamos o dia na praia saboreando um belo churrasco catarinense!
Elas brincaram muito, se sujaram, dançaram e mantiveram o bom humor ( mesmo com fome á espera do churrasco)!

Isso é vida, isso se chama felicidade!
Muito obrigada por viver esses pequenos grandes momentos!

sábado, 9 de novembro de 2013

Passeios de Carrinho: o super desafio!




Ta vendo essa linda foto aí? Angelina e Brad passeando tranquilos com os filhos no carrinho? Pois eh, coisa de país desenvolvido... em nada se parece com os meus passeios de carrinho pelas ruas de Floripa!

Todas as vezes que saio para passear com minhas filhas de carrinho penso a mesma coisa... nosso país apresenta muitos desafios em questões de mobilidade urbana e inclusão social. Meu bairro é muito gostoso de morar, tem parque, tem orlas com pequenos calçadões, feirinhas vários dias da semana, sempre achei perfeito para morar, mas depois que minhas filhas nasceram tive que reconhecer as grandes falhas... Primeiro, de carrinho só consigo transitar por um lado da avenida (onde a calçada é "melhorzinha") e mesmo assim preciso desviar dos vários obstáculos. Entrar na farmácia panvel é impossível, pois o centro comercial onde fica não tem rampa para cadeirantes e o degrau é alto.Atravessar nas faixas de pedestres é um grande desafio, primeiro porque são poucas pessoas que param e depois que conseguimos passagem precisamos de tempo para descer o grande degrau que separa a calçada da faixa de pedestre! Ufa, sem falar na questão da proibição de entrar com carrinho no Banco do Brasil, situação que me causou grande impacto emocional e constrangimento!
Agradeço por nossa condição ser temporária, logo minhas filhas não precisarão mais de carrinho para se locomover, mas me entristece pensar nas pessoas cadeirantes, idosos e outras dificuldades que vivem essas dificuldades sempre!


Muda Brasil!

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Final de semana


Foto Retirada Google imagens

E tá chegando o final de semana! Viva a sexta-feira!!!!!!!!!!!!!!!!!

Me diz, como não ser feliz????

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

E depois de algum tempo....




Me sentindo completamente em dívida com o Blog, volto a escrever... me perdoando pela falta de tempo, pela falta ânimo, de motivaçao, por priorizar outras atividades... sem desculpas, Monique!
Mas se vida de mãe é assim corrida...imagina mãe de gêmeos (tudo bem pessoal, eu falei sem desculpas!).

A verdade é que eu estava priorizando outras coisas... dentre elas colocar em dia os estudos relacionados ao meu trabalho clínico, ao meu aperfeiçoamento profissional e também me adaptando as novas fases das meninas....

Será que vai ser sempre assim, uma eterna adaptação? Um eterno re-aprender a ser mãe?
Quando você engravida, você fica animadíssima até compreender que não sabe nada sobre gestação.... então lê livros, conversa com as amigas, pesquisa.... e vira uma expert em assuntos gestacionais...
Quando pensa que sabe tudo nascem o(s) bebê(s) ... e denovo você vê que sabe menos ainda, pois precisa conhecer aqueles seres pequeninhos que viram a sua vida de pernas pro ar.... denovo muita leitura, observação, conversa com a mãe, vó, tia, prima, amiga.... e quando esta quase virando uma expert em recém nascidos .... vem a "crise dos 3 meses" (sei lá se existe mesmo, pra nós existiu)...e por ai vai... cada mudança uma nova adapatção... sorrir, sustentar cabeça, sentar, engatinhar, andar, falar, comer ãsozinho, tirar as fraldas... ser mãe de criança é diferente de ser mãe de bebê... é mais uma adaptação.... e mais uma, e mais uma, e mais uma e mais uma... compreeendeu? infinitamente! ainda bemmmmmm!
Então, estamos na fase de se adaptar ... adaptar as frases que estão surgindo daquelas lindas boquinhas, as crises de choro quando contrariado, ao aprender comer sozinhas, a respeitar as vontades próprias (quantas!) .... adaptando, adaptando, adaptando... e o melhor é chegar a conclusão que hoje sou uma mãe melhor que ontem.... que seja sempre crescente, construtiva essa relação!

Depois de algumas adaptações, voltando a escrever para o Blog, sejamos bem-vindos denovo!

uma boa noite a todos

sexta-feira, 5 de julho de 2013

10 coisas que uma grávida de gêmeos deve fazer antes de seus bebês nascerem


Foto retirada Google imagens

Enquanto a cegonha não chega....

1-Pra começar, tome um banho demorado, daqueles de ficar com dedos murchos e pele ressecada...você sentirá falta deles, bem como de um hidratante no corpo, um esmalte nas unhas e maquiagem no rosto.

2-brinque muito com seu bichinho de estimação, leve-o para passear, acompanhe no banho e tosa...acredite, por mais que você o ame, ele ficará em segundo, terceiro, quarto plano... Nada se compara ao amor de seus filhos.

3-aproveite os espaços livres de sua casa....ande livremente, dance, rodopie ( se ainda conseguir) melhor, acorde de madrugada e transite sem medo de: esbarrar em carrinhos, bebês confortos,tapetes de estimulação, cadeiras de alimentação ou de pisar nos brinquedos espalhados pela casa.

4- aprecie sua pele lisa e sem manchas roxas. Acredite! ela está linda... Incrível como as manchas roxas pelo corpo tendem a aumentar depois do nascimento dos bebês.... Talvez seja a "agilidade" da mamãe em querer fazer tudo ao mesmo tempo e esquecer a real extensão de seu corpo, esbarrando e batendo em tudo.

5- sinta, respire e se maravilhe com a limpeza e organização de sua casa... Sim, acredite, hoje ela é muito limpa e organizada...você concordará comigo depois que os bebês nascerem!

6-saia para jantar, coma tranqüilamente, saboreie o alimento quente...por algum tempo isso será uma raridade em sua vida.

7- vá a locadora de filmes, alugue um do gênero que você mais gosta, faça um balde de pipoca, deite no sofá e usufrua deste momento... Essa tranqüilidade será difícil nos primeiros meses.

8-Organize um encontro de amigas, pode ser um café da tarde, uma pizza ou um sushizinho, o importante é: as melhores amigas reunidas e se divertindo... Fale de fofocas, de maquiagem, de culinária, de moda, sei lá...mas tente não falar de filhos ( missão impossível eu sei), já que depois que eles nascerem você não terá outro assunto em mente!

9-Faça uma viagem, pode ser com seu companheiro, com seus irmãos, com seus pais, primos, amigos... Organize sua mala com calma e não reclame em ter que fazê-la ou desfazê-la na volta... Depois que os bebês nascerem você perceberá que no passado, a maior mala que você já arrumou nunca foi tão grande quanto quando se tem gêmeos!


10- E por fim, seja feliz hoje...com seu barrigão enorme, com sua falta de mobilidade, com seus pés inchados, com sua dificuldade em dormir e todos os outros sintomas que tendem a ser mais intensos na gravidez gemelar....siiimmmmm, você sentirá um pouco de nostalgia quando pensar nessa fase...quando os tínhamos dentro de si, cuidando e protegendo-os integralmente, na nossa ingênua onipotência de mãe!


Ah, eu ia esquecendo do mais importante.... Faça tudo isso, aproveite cada momento, mas tenha em mente...depois que eles (as) nascerem você não se importará mais com nada disso, pois sua vida terá outro foco, outro objetivo mais importante e prazeirozo... Seus lindo, cheirosos e queridos filhotes!

Foto retirada Google imagens

Beijos multiplicados